1857 - OS SALÕES DO HOTEL BRAGANÇA E SUISSO EM PETRÓPOLIS

"As festas e representações eram, até então, realizadas, alternadamente, nos salões do Hotel Bragança e Suisso. Havia, pois, ambiente propício para a criação de um teatro, cuja necessidade todos reclamavam.

Em setembro de 1857, é organizada uma sociedade por ações com a finalidade de construir o Teatro, iniciando-se as obras imediatamente. 

A 3 de outubro, assim se expressava o Mercantil:

“O que nos faltará, pois? ... Temos uma estrada de ferro e duas companhias de carros para o trânsito na serra; temos um telégrafo; temos duas tipografias; temos sociedades de bailes; temos clube de corridas; e finalmente, um Teatro!!!”

A 7 de novembro, informava o mesmo Mercantil achar-se a obra quase concluida e elogia “o bom gosto e elegância de suas disposições”

No seguinte mês de dezembro, no dia 5, era anunciado, então, o fim da construção, sendo esperado para muito breve a inauguração do Teatro com a Companhia de João Caetano.

Mas o teatro seria inaugurado no dia 8 de dezembro de 1857, não companhia de João Caetano, e sim com um espetáculo da companhia dramática do ator Florindo Joaquim da Silva".

<< de volta