As Bandeiras do mundo

A cores mais utilizadas nas bandeiras nacionais são o vermelho (31,5%), o azul (20,9%) e o branco (17,6%).

Com algumas exceções – as bandeiras da Suíça e do Nepal, por exemplo –, o formato de bandeira mais utilizado é o retangular.

Símbolos astronômicos e com referências a animais ou vegetais são os mais recorrentes. Entre os símbolos astronômicos comuns está a Lua crescente, dos países onde a maioria da população segue a religião islâmica.

O formato básico de uma bandeira é retangular, com três listras horizontais e um símbolo no centro. O símbolo mais comum é a estrela.

Símbolos religiosos são bastante utilizados. Enquanto muitos países islâmicos utilizam a Lua crescente, alguns cristão usam a cruz. A cruz pode ser encontrada nas bandeiras do Reino Unido, Austrália, Suíça e Dinamarca, entre outros.

A escrita mais comum é o nome do país. A bandeira do Brasil utiliza Ordem e Progresso, um lema filosófico. A da Arábia Saudita, país majoritariamente islâmico, contém a frase “Não há Deus senão Alá e Maomé é seu Mensageiro”.

Quarenta e sete países usam três listras horizontais,enquanto 23 usam verticais. Triângulos, retângulos e listras diagonais são também bastante comuns.

Países como o Paraguai e estados como o estado norte-americano do Oregon usam bandeiras com lados diferentes.

O Sol na bandeira argentina representa o Sol de Maio (Sol de Mayo) e faz referência à Revolução de Maio de 1810, quando começou o processo de emancipação da Espanha.

O mesmo Sol de Maio é encontrado na bandeira do Uruguai. Seu significado também é idêntico: ele representa a independência do país.

A bandeira chilena é quase idêntica ao do estado norte-americano do Texas.

O brasão no centro da bandeira mexicana tem origem em uma lenda asteca sobre a fundação de Tenochtitlán, sua antiga capital. Segundo essa lenda, os astecas, então um povo nômade, fundaram a cidade em um local onde foi vista uma águia pousada sobre um cacto e com uma serpente no bico. A visão foi interpretada como um sinal do deus da guerra Huitzilopochtli. Erguida em uma região pantanosa, Tenochtitlán deu origem a atual Cidade do México.

Criada no século XII, a bandeira da Áustria é uma das mais antigas do mundo. Ela, porém, só foi adotada oficialmente em 1 945.

Chamada de Maple Leaf Flag, a bandeira do Canadá possui duas barras verticais vermelhas representando os oceanos Pacífico e Atlântico e uma folha de bordo no centro – uma árvore típica da América do Norte –, representando o país.

As 13 faixas horizontais da bandeira dos Estados Unidos simbolizam as 13 colônias que se separaram do Reino Unido no século XVIII e que fundaram os Estados Unidos moderno. As 50 estrelas representam os 50 estados norte-americanos.

A bandeira da Libéria é bastante parecida com a dos Estados Unidos. A diferença é que, ao invés de 50 estrelas, ela contém apenas uma. A Libéria é um país fundado e colonizado por ex-escravos norte-americanos.

As pessoas fazem confusão entre as bandeiras da Inglaterra e do Reino Unido. A da Inglaterra consiste numa bandeira branca com a cruz de São Jorge. A do Reino Unido funde as cruzes das bandeiras dos países que dele fazem parte.

Como faz parte do Reino Unido, a Irlanda do Norte não possui bandeira própria. Além da bandeira do Reino Unido, o governo usa o Estandarte do Ulster para representar a Irlanda do Norte em eventos.

A bandeira nacional da Itália é chamada “tricolor”. Distribuidas em faixas verticais de igual dimensão, as cores da bandeira são verde (que significa Liberdade), branco (Igualdade) e vermelho (Fraternidade).

As três cores da bandeira da França simbolizam os ideais da Revolução Francesa Liberdade (Liberté), Igualdade, (Égalité) e Fraternidade (Fraternité). Representam também o poder legislativo, o executivo e o povo.

Uma das mais singulares bandeiras do mundo é do Nepal. O seu formato diferente é a junção de duas bandeirolas da dinastia rana – uma dinastia hindu que governou o país de 1 846 a 1 951.

O formato da bandeira da Suíça é quadrado. A cruz branca no centro é uma referência ao cantão de Schwyz, um dos cantões fundadores do país.

O “layout” da bandeira brasileira foi inspirado na bandeira do Império, que foi desenhada pelo pintor francês Jean-Batiste Debret.

O lema Ordem e Progresso na bandeira do Brasil foi inspirado no positivismo, filosofia criada pelo francês Auguste Comte.

As constelações da bandeira brasileira estão invertidas, quer dizer, não estão exatamente da forma como são vistas no céu.

A maior bandeira nacional do mundo é a bandeira brasileira hasteada na Praça dos Três Poderes, em Brasília. Só o mastro tem mais de 100 metros de altura.

Fontes: Senado Federal, Super Interessante, Guia dos Curiosos, Enciclopédia Ilustrada Folha, Wikipédia.