Origem do termo "Ossos do Oficio"

Ofício quer dizer trabalho, atividade remunerada que exige algum tipo de especialização, assim também é chamado o documento que legitima a comunicação formal entre autoridades.

A expressão “ossos do ofício” é usada comumente quando nos referimos às dificuldades de uma determinada profissão. Por exemplo: O policial arrisca-se diariamente para combater o crime, mas esses são os ossos do ofício. Ou então: Os ossos do ofício de um enfermeiro é ter contato diário com doenças contagiosas.

Várias expressões que usamos com frequência em nosso dia a dia possuem origens muito remotas, tanto que nos lembramos delas desde o tempo em que éramos crianças. Mas você sabe como surgiu o termo “ossos do ofício”?

Antigamente utilizava-se pó de tutano para obter o tom alvo das folhas de ofício. O tutano é uma substância encontrada no interior dos ossos e era conhecido por suas propriedades alvejantes.

Como esse processo de branqueamento era lento e trabalhoso, convencionou-se chamar de “ossos do ofício” toda e qualquer atividade que oferecesse alguma dificuldade para o exercício pleno de uma profissão