Um pequeno país chamado Lichtenstein

(Fürstentum Liechtenstein, em alemão) é um pequeno estado europeu, localizado entre aSuíça e a Áustria. Sua área é de 61,7 km², equivalente ao município de Osasco, e tem como capital a cidade de Vaduz. A maioria dos 35 mil habitantes, cerca de 78% da população, segue o cristianismo, de ramo católico. O principado adota o regime de monarquia hereditária constitucional, onde as diretrizes políticas são de responsabilidade de um primeiro ministro, e o monarca representa formalmente o estado. A moeda local é o franco suíço e a língua oficial é o alemão
Liechtenstein deve seu nome à família de origem austríaca que em 1699 e 1713 adquiriu os feudos de Vaduz e Schellenberg, respectivamente. Em 1719 os dois feudos ganham o status de principado independente do Sacro Império Romano, sob o nome de Liechtenstein. Quase cem anos depois os franceses, liderados por Napoleão, ocupam o país por algum tempo. É nesse período que Liechtenstein torna-se membro da Confederação do Reno, cujo fundador era o próprio Napoleão.
Tais eventos são geralmente considerados como o marco inicial da soberania do país, pois até então seu príncipe era vassalo do monarca do Sacro Império. Na teoria, ao aderir à Confederação do Reno, estes laços foram cortados, mas na prática, a região passou a ser um satélite de Napoleão. A dissolução da confederação ocorre em 19 de Outubro de 1813, mas já em 1815, o país fazia parte da nova Confederação Germânica, a qual permitiu que Liechtenstein pudesse, uma vez mais, desfrutar de sua independência. Em 1868, acontece a dissolução da Confederação Germânica, acontecimento crucial para o surgimento da moderna Alemanha. Liechtenstein desfaz seu exército de 80 homens e declara sua neutralidade permanente, que se mantém durante as duas guerras mundiais.
Em 1919 e 1979, Liechtenstein celebra acordos de representação com Suíça e Áustria, que se comprometem a representar o principado onde este não tenha qualquer agente diplomático. Após a Segunda Guerra Mundial, o país consolida sua posição como importante centro financeiro, o que resulta em um estado moderno e altamente desenvolvido.
Liechtenstein é membro desde o início de 1975 da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), bem como de seu antecessor, a Conferência sobre Segurança e Cooperação na Europa (CSCE). Em 1978, o principado ingressa noConselho da Europa e em 1990 entra finalmente na ONU. Na década de 1990, Liechtenstein vai ainda tornar-se membro da Associação Europeia de Comércio Livre (EFTA), do Espaço Económico Europeu (EEE) e da Organização Mundial do Comércio(OMC).
Bibliografia:
Liechtenstein country profile (em inglês). Disponível em: .