DANÇAS

O folclore abrange as crenças, as práticas, os rituais e os costumes que são tradicionais de um povo ou de uma cultura, o que inclui os contos populares (os famosos “ditados” ou ainda as “lendas”) a religiosidade, a vida social, o artesanato, a música e as danças, por exemplo. A dança, no que lhe diz respeito, é a ação de dançar,  isto é, a execução de movimentos ao ritmo da música.

Estas duas definições permitem-nos fazer uma abordagem do conceito de dança folclórica, que são as danças típicas e tradicionais de uma cultura. A dança folclórica tem lugar por questões de tradição (não se trata de nenhuma arte inovadora), podendo ser realizada por qualquer homem ou mulher (não se limita aos bailarinos/dançarinos profissionais embora possam existir grupos profissionais de dança folclórica).

Este tipo de danças é realizado especialmente durante eventos sociais como festas e comemorações. Os mais jovens aprendem ao ver os adultos dançarem, aos quais, por sua vez, compete ensinar aos mais novos os segredos de cada dança com o intuito de fazer perdurar a tradição.

As danças fazem parte da vida do homem desde os tempos mais remotos. Os registros iconográficos, documentos históricos, crônicas e cartas nos mostram a presença da dança desde a Antiguidade até os dias atuais. No entanto, na medida em que a história caminha as relações sociais e também as religiosas se alteram, e o papel da danças dentro das sociedades, por conseguinte, também se altera.Dentre os povos germânicos reconhecemos, através de relatos de época, a existência de danças,mas não é possível chamá-las de “danças alemãs”, como designativas de manifestações típicas de um povo alemão. Trata-se de danças e ritos praticados entre os povos germânicos, de fora das fronteiras do Império Romano.No que concerne a essas danças na Antiguidade, Tácito observou a prática entre os povos germânicos de um jogo muito difundido e divertido, no qual jovens desnudos moviam-se com suas espadas e lanças e através do qual poderiam desenvolver suas habilidades

A polca, que é um tipo de dança surgido na região da Bohémia durante a primeira metade do século XIX, é um exemplo de dança folclórica europeia. Caracteriza-se pelo tempo rápido, num compasso de 2/4, o que exige movimentos velozes e alguma agilidade.

A valsa também é uma dança de origem popular e folclórica e não aristocrática. O famoso compositor Mikhail Glinka   que viveu no século XIX e é reconhecido como o fundador da escola nacional da música russa afirma  que 

Isto  significa que, de igual modo, também a valsa não possui origem aristocrática nem burguesa e, toda a criação erudita, se inspira nas raízes culturais genuinamente populares e nacionais. (Denise Quizau Kleine)